Início » 5 produtos que a Nintendo lançou antes de fabricar videogames

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos, TOP.

A Nintendo revolucionou o mercado de games com seus produtos de alta qualidade e baixo custo, nos presenteou com diversas franquias de sucesso e conquistou milhares de fãs pelo mundo. Hoje é uma das maiores empresas globais chegando a ter ações que valem mais que suas maiores concorrentes, Sony e Microsoft. Tanto sucesso se deve há um longo período de mudanças e tropeços durante seus 127 anos de história!

Devido a sua idade é óbvio que a Big N não começou no ramo dos jogos, tendo enfrentado uma séria crise na década de 1960 – ano em que seus principais produtos eram baralhos customizados com personagens da Disney – e esse foi um dos motivos cruciais para a companhia repensar seu modelo de negócio passando por diversos setores da indústria até se tornar a gigante dos games que conhecemos hoje.

 

Confira agora alguns desses produtos abaixo:

 

Baralhos Hanafuda

Hanafuda

 

Fusajiro Yamauchi fundou a Nintendo em setembro de 1889, seu primeiro produto foi o baralho japonês hanafuda. Ele possui 48 cartas com imagens de flores representando os meses do ano. O objetivo do jogo é realizar as combinações certas para acumular mais pontos que seu adversário, cada combinação possui uma pontuação diferente e assim como um ano tem 12 meses o jogo possui 12 rodadas.

O hanafuda surgiu na Europa em meados do século XVI, mas era proibido nas terras nipônicas até 1868. Entre 1603 e 1868, período conhecido como Edo ou Tokugawa, o Japão se fechou para o mundo na tentativa de não ser influenciado pela cultura ocidental, somente no início do século XX as exportações e importações ganharam força e a Nintendo aproveitou essa oportunidade.

As cartas tornaram-se sucesso absoluto na terra do sol nascente e a Big N investiu em uma variedade de baralhos customizados (incluindo o modelo tradicional) do universo Disney, após conseguir os direitos para fabricar produtos dos personagens em 1959.

 

Comida instantânea

Ninteno arroz

 

Em 1964 a Nintendo enfrentou uma queda considerável na venda dos seus produtos e a solução foi começar a atirar para todos os lados. Como estampar os personagens da Disney em qualquer coisa era sucesso garantido, a Big N entrou no mercado alimentos para concorrer com o famoso “macarrão instantâneo” (miojo para os intimos). Dentre os produtos que nasceram nessa época temos a sopa do Popeye e o “arroz instantâneo”.

 

Táxi

Táxi Angélica

“Vou de táxi, você sabe

Tava morrendo de saudade…”

 

No melhor estilo Angelical Cab, a Nintendo investiu em uma frota com 40 carros. A empresa se chamava Daiya ( ou Diamante em uma tradução livre) e apesar do sucesso, foi descontinuado devido às questões trabalhistas que tornavam o serviço muito caro. Já imaginou se essa história continuasse? Hoje seria Nintendistas VS Uber!

 

OBS: Não achei uma imagem legal pra ilustrar, então coloquei a musa do táxi brasileiro.

 

Motéis

Love-Hotel

 

Sim! Você não leu errado!

Motéis se multiplicavam como Gremilins em meados dos anos 1960 e 1970 e tornaram-se sucesso mundial. Um belo exemplo disso é aqui mesmo em São Bernardo do Campo, onde moro. Pergunte a qualquer um por aqui sobre a estrada dos motéis que você comprovará minha teoria.

No Japão o negócio fez tanto sucesso que os “hotéis do amor” não param de inovar. São diversos quartos temáticos, fantasias e brinquedinhos que você pode adquirir lá mesmo. A localização e os nomes dos motéis da Nintendo se perderam no tempo, mas há boatos que o próprio presidente da empresa na época, Hirochi Yamauchi, frequentava os motéis e se jogou no make love diversas vezes com suas amantes.  Por sorte o empreendimento também não deu certo, caso contrário, a Big N seria uma empresa totalmente diferente do que conhecemos hoje!

 

Brinquedo Ultra Hand

nintendo_ultra_hand

 

Depois de tanto atirar (e errar) a Nintendo parecia estar sem munição, eis que durante a visita de Yamauchi aos funcionários ele vê potencial no brinquedo desenvolvido pelo engenheiro Gunpei Yokoi. A invenção deu uma mãozinha para empresa que não andava muito bem das pernas, vendendo 1,2 milhões de unidades.

Depois disso a empresa dedicou uma atenção especial voltada para os talentos internos, criando um departamento para pesquisas e desenvolvimento sob responsabilidade do próprio Yokoi. Não demorou muito para a Nintendo perceber que seu verdadeiro potencial  estava nos brinquedos eletrônicos, começando pelos mini games “Game & Watch”, e mais tarde, os consoles de mesa.

 

Referências: Kotaku e revista Nintendo Collection Nº 4

 

The following two tabs change content below.

Angelo Prata

Futuro jornalista apaixonado pela arte do século XXI chamada de videogame. Tentando melhorar a internet um post de cada vez, este sagitariano que vos fala tem dificuldades em escolher um jogo favorito. As séries Super Mario, Resident Evil, Donkey Kong e Mass Effect estão no top da minha lista imaginária e sim, sou fã da Nintendo!