Escrito em por & arquivado em Artigos, Danilo, Gaymer Review.

É bem surpreendente a quantidade de jogos de qualidade que 2018 promete trazer: God of War, Shadow of the Colossus, a possibilidade de Last of Us 2, Vampyr, Monster Hunter World, entre vários outros. Temos também uma seleção bem interessante de jogos de luta para esse ano como Soul Calibur VI, BlazBlue CrossBattle, Fighting EX Layer,  e, claro, Dragon Ball Fighter Z e Dissidia: Final Fantasy NT.

Os betas desses dois últimos aconteceram esta semana e eu conferi ambos. Fiquei surpreso o quanto os dois títulos têm tanto em comum, mesmo sendo diferentes. Ambos os jogos são batalhas de 3 vs 3, onde você joga com personagens icônicos de cada universo em lutas frenéticas, cheias de efeitos visuais e com um apelo casual forte por terem comandos simples, mas que propõe uma profundidade estratégica.

E ainda mais impressionante é como ambos os jogos tiveram um beta conturbado, com um começo cheio de falhas técnicas que foram melhorando no decorrer da semana.

Mas tudo bem. Precisamos manter em mente que betas servem para isso.

 

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos.

Há pouco mais de uma semana, a Riot Games, produtora do game de sucesso League of Legends, confirmou que mais um de seus personagens é gay. O anúncio foi feito por meio da divulgação de uma animação, que mostra Valmar tentando salvar a vida de seu amado se fundindo com uma entidade Darkin. Esta informação também foi confirmada em uma HQ do game lançada junto com o vídeo.

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos.

A inclusão de personagens LGBT nos games pode parecer algo recente, mas na verdade acontece há 30 anos. Prova disso é a incrível Birdo, uma diva poderosíssima da série Mario. Para falar a verdade, é até estranho pensar que a primeira personagem trans da história dos games aparece em um jogo infantil, mesmo com todo o preconceito que era ainda maior naquela época.

Sua origem é um tanto nebulosa e aparentemente acidental, pois não há um posicionamento oficial da Nintendo sobre o assunto e a descrição da personagem muda a cada jogo. Mesmo assim, é imprescindível sua importância na história da representatividade trans nos games.

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos, TOP.

Atire o primeiro casco vermelho aquele que nunca jogou Mario Kart. Clássico da Nintendo lançamento primeiramente em 1990 para SNES. Sua fórmula simples, porém viciante, convida os jogadores para uma corrida repleta de objetos e armadilhas que  os jogadores podem usar uns contra os outros. O sucesso foi praticamente instantâneo e de lá para cá outras pérolas semelhantes surgiram. Nem todas tiveram o mesmo êxito, mas com certeza ficaram tão boas quanto. 

 

Confira a seguir os cinco melhores games do gênero:  Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos.

Um dos jogos brasileiros mais aguardados pela comunidade gaymer é o audacioso Trajes Fatais. Em desenvolvimento desde 2011, o game de luta da produtora Onanim realizou recentemente uma campanha para arrecadar a quantia faltante para o término do projeto. Com quase todas as metas estendidas alcançadas, o game já possui previsão de lançamento e uma super novidade para a comunidade LGBT. 

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos, TOP.

Sabe aquele jogo no qual sua música tema é tão marcante que não sai da cabeça? Pois é, Foi por isso que resolvi trazer a segunda parte da nossa lista com as trilhas mais inesquecíveis dos games. Selecionamos algumas das melodias mais famosas e que marcaram gerações. Obviamente eu não conseguirei colocar todos os temas aqui, mas se faltar algum especial para você, pode citar nos comentários para nossa futura parte 3!

Caso não tenha lido a primeira a parte é só clicar aqui.

Então prepare o fone de ouvido e vem relembrar essas delícias com a gente!

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos, Game Movies, Gaymer Review.

Muitos fãs de Resident Evil reclamam sobre os filmes live action dirigidos por Paul Anderson. Segundo esses “haters”, o principal motivo da desavença é o fato de não seguir a história dos games. Porém, se engana quem acredita que os filmes em CG da série são lindos e maravilhosos, só pelo fato de acharem um espacinho em meio a confusa time line da franquia.

Primeiro tivemos RE Degeneração, de 2008, que conseguiu homenagear de forma simplória o décimo aniversário de Resident Evil 2. Em 2012, RE Condenação veio com um enredo confuso, que não agrega praticamente nada a franquia, tornando-se apenas um delicioso fan service necessário para alimentar a indústria. Agora temos Resident Evil: A Vingança, que mais uma vez joga fora a oportunidade de fazer algo no mínimo interessante. Com enredo manjado, dublagem de qualidade duvidosa e uma animação que decaiu bastante em comparação com seus antecessores.

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos, Gaymer Review.

Hey gaymers! Hoje vamos analisar a terceira temporada de um dos games de maior sucesso da Telltale. Mesmo que seu segundo ano não tenha sido tão impressionante quanto o primeiro, é notável uma evolução no enredo desse novo capitulo na história de Clementine – que não é a protagonista dessa vez.

Assim como seus antecessores, A New Frontier foi lançado no formato de episódios. Com as duas primeiras partes lançadas simultaneamente no dia 20 de dezembro do ano passado, e encerrando a temporada no dia 30 de maio de 2017. Acredito que já comentei anteriormente como eu ODEIO jogos em episódios, parece que compramos um produto por pedaços e uma campanha minúscula acaba durando cinco meses. Mas enfim, vamos a análise que é a parte interessante.

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos, TOP.

O gênero não-binário é um tema que tem ganhado destaque dentro da comunidade LGBTQ+. O assunto se tornou bastante discutido principalmente pelo trabalho da youtuber Hugo Nasck, que possui diversos vídeos com mais detalhes sobre as pessoas que não se identificam somente com o masculino ou feminino.

Basicamente, explicando de uma forma leiga, os não-binários são aqueles que não se limitam a apenas ser homem ou mulher, eles transcendem as duas opções impostas ao nascer. Mas Isso não tem ligação com a questão de orientação sexual (gays, lésbicas e afins) e se você ainda estiver confuso, nada melhor do que deixar a maravilhosa Hugo explicar pessoalmente direitinho:

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos, Gaymer Review.

Recentemente me presenteei com um PS4, aposentando meu bom e velho PlayStation 3. E como o hype total está em cima de Resident Evil 7, logo pensei que esse seria meu primeiro game. O problema é que estava em falta na loja em que costumo comprar, então resolvi adquirir “The Last Guardian”. O mais recente game do mestre Fumito Ueda.

Já falamos sobre ele na primeira edição do GaymerCast. Contando um pouco sobre sua trajetória na indústria e a influência que a arte possui em seus jogos, mas nada anteriormente se compara com a avalanche de sentimentos que TLG causa no jogador. Raiva, angústia, desespero e empatia. Esses são só alguns exemplos do que passei durante minha jornada com o Garoto e a fera alada chamada de Trico.

Leia mais »