Escrito em por & arquivado em GaymerCast.

Hey gaymers! Preparem-se para a edição do GaymerCast com mais glitter de todas!

 

Quem é afeminado sabe o quanto é difícil passar despercebido ou sem algum comentário homofóbico. Isso se deve ao brilho natural que essas pessoas e personagens possuem e acabam incomodando os ignorantes. E foi pensando nisso que escolhemos fazer esse tributo em formato de podcast. Vem com a gente conversar sobre o preconceito que afeminados sofrem diariamente, os personagens mais baphonicos do universo nerd e como eles são representados na mídia.

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em News.

No dia 17 de dezembro, a Game Vault, loja de jogos de mesa localizada na região da Praça da Árvore, em São Paulo, realiza o UnStable’s Draft Race com diversas competições baseadas no reality RuPaul’s Drag Race. O evento, organizado pela MTG LGBT em parceria com a loja, custa R$ 45 para se inscrever e promove diversos minigames baseados nas competições do programa, como o Snatch Game e The Library is Open, alem do torneio da nova coleção, Unstable.

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos.

Há pouco mais de uma semana, a Riot Games, produtora do game de sucesso League of Legends, confirmou que mais um de seus personagens é gay. O anúncio foi feito por meio da divulgação de uma animação, que mostra Valmar tentando salvar a vida de seu amado se fundindo com uma entidade Darkin. Esta informação também foi confirmada em uma HQ do game lançada junto com o vídeo.

Leia mais »

Escrito em por & arquivado em Angelo, Artigos.

Apesar do que muitos pensam, lésbicas sofrem tanto preconceito quanto os gays. Tendo que enfrentar diversos obstáculos na sociedade que vão além da sexualidade. Muitas conquistas foram obtidas graças à representatividade feminina em várias mídias mostrando o emponderamento feminino. Ainda há muito o que ser feito em questões como diferença salarial, machismo e igualdade de gênero. Mesmo com todas essas questões à serem resolvidas, as mulheres que fazem parte da comunidade LGBT são vistas como fetiche para muitos homens ou são criticadas por suas vestimentas e trejeitos. É ingenuo aquele que pensa que elas sofrem menos abusos ou são menos desrespeitadas só por serem mulheres.

Assim como em outras mídias que abusam dos estereótipos para criar personagens chamativos sem se importar com o conteúdo, provavelmente, ofensivo que acabam criando. Os games também não fugiram dessa regra por muito tempo, mas felizmente os tempos mudaram e nos  trouxeram personagens consistentes que realmente conseguimos nos identificar.

Leia mais »